Contato com o espírito de quem já morreu

0
641
Ter contato com um espírito que já morreu não pode se tornar apego.
Reprodução

É muito natural quem busca um conhecimento espírita após ter perdido alguém próximo e querido, tenha desejo de fazer contato com o espírito que já morreu. Como poder ser feito o contato? Como é orientado pelo Espiritismo para um possível contato com o espírito de alguém que já se foi? Isso acaba interferindo o caminho do ente querido em sua caminhada no plano espiritual com a vontade de matar a saudade que temos? Segundo o psicanalista André Marouço, da TV Mundo Maior, o contato com quem já se foi não pode ser motivo de apego.

A visita dos espíritos dos nossos entes queridos

Da mesma forma que eles vêm nos visitar, a gente tem também visita eles. Especialmente no momento em que estamos dormindo, pois acontece a emancipação da alma. Isso quer dizer que o espírito depreende-se do corpo. Dessa maneira, nós podemos ir até as colônias, e eles podem vir também.

Ele também deixa claro que podemos acabar sentindo uma falta inexplicável, e isso está ligado a um irmão espiritual que não reencarnou, e vive com a gente. Por conta disso, diante da visão espírita, Deus permite que as pessoas que se amam, se visitem mesmo que estejam em planos totalmente diferentes.

O encontro com o espírito que já morreu

Embora consigamos sentir a presença daquelas que se foram durante nosso dia, no momento em que estamos no descanso noturno é mais provável que esse encontro ocorra. No momento em que nosso corpo encontra-se em descanso, nosso espírito consegue ter acesso ao plano espiritual ligado ainda pelo chamado cordão de prata.

André Marouço conta que da mesma maneira que eles vêm nos visitar, nós também os visitamos. Especialmente no momento em que estamos dormindo, pois existe a emancipação da alma, isso quer dizer que o espírito desprende-se do corpo que está logado pelo cordão fluídico.

Fonte: TV Mundo Maior

Deixe seu comentário