Passar por momentos de dificuldades ajuda a desenvolver empatia pelos outros

0
199
Reprodução/Kardec Rio Preto

Uma determinada ONG alemã apresentou, de uma maneira inusitada, um ótimo exemplo de marketing social. Em alguns dos cinemas que existem na Alemanha, o público entrava para poder assistir o filme se deparava com muitos cobertores dobrados, um em casa poltrona.

Nada foi dito ou explicado e, conforme os primeiros anúncios e os trailers iam sendo passados, a sala começava a ficar mais fria, chegando a temperaturas muito baixas parecidas com as da madrugada do inverno naquela região.

Veja também: Ficha de pedidos de psicografia

Então, do nada, uma mensagem começava a aparecer, mostrando pessoas que vivem em situações de rua com grande dificuldade, assim como os próprios relatos deles contando sobre os problemas que o frio intenso causam.

Quando a mensagem chega ao fim, um deles, inclusive, em um tom bem-humorado, relatava para que não incomodar mais as pessoas que estavam no cinema e as deixassem assistir os determinados filmes que foram ver.

A campanha terminava avisando as pessoas que, em cada cobertor deixado nas poltronas, havia um código que poderia ser lido através dos celulares, e assim poderia ser realizada uma doação espontânea para ajudar as pessoas que vivem em situação de rua.

O resultado foi bastante surpreendente. Após terem feito a experiência em muitas salas de cinema de todo o país, computaram um retorno de cerca de 95%, isto é, 95% das pessoas que estiveram presentes nas salas de cinemas, realizaram as doações.

Talvez você se interesse por: Pedidos de oração; Deixe o seu pedido aqui

O mais interessante da experiência é que revela que as pessoas ainda precisam sentir em sua própria pele para que tenham uma verdadeira empatia pelo próximo.

Se colocar no lugar da outra pessoa é essencial para que a situação de tal pessoa seja entendida para ajudar sem ressalvas e sem medo.

Fonte: Kardec Rio Preto

Deixe seu comentário