Visão espírita sobre homens e mulheres trans

0
538
Reprodução/TV Globo

Wren, como outros casos já registrados se reconhece como uma pessoa do sexo oposto. Estudos que são citados pela Associated Press indicam que 6 em cada 1.000 estudantes vivem a experiência de ser transgênero. Professores e colegas na instituição onde Wren estuda sabem a verdade — que ele, sujo nome original era Wrenna, vive e se sente como um menino.

Nunca gostou de usar vestidos, gosta do homem-aranha e vestiu-se de um super-herói no Dia das Bruxas. Quando tinha apenas 5 anos de idade, ele fez sua mãe levá-lo para cortar o cabelo bem curtinho — pois ele queria ficar com a aparência com um dos atores da série chamada “High School Musical”. Kauffaman afirma que não se lembra do momento em que não se identificou com o sexo masculino.

Veja também: Ficha de pedidos de psicografia

Visão espírita sobre os transgêneros

A sociedade dá sinais de avanços para compreender o que ser humano não reduz-se a morfologia de fêmea ou macho. Se encontram no fenômeno “transexualidade”, é perfeitamente compreensível, a luz da reencarnação. O Espírito reencarnado, em um trânsito do corpo físico, é essencialmente superior ao gênero feminino ou masculino.

Para os Benfeitores espirituais, “as características sexuais dos Espíritos fogem do entendimento do ser humano, pois são os mesmos Espírito s que animam os corpos das mulheres e dos homens. Para que o espírito, possa ree(ncarnar) no corpo de uma mulher ou de um homem pouco lhe importa. O que guia as escolhas são as provas pois haja de passar”.

Através dos milênios, o Espírito passa por uma fileira enorme de reencarnação, ora em posição de feminilidade ou de masculinidade, l que sedimenta o fenômeno da bissexualidade, mais ou menos pronunciado, em quase todas as criaturas. O homem e a mulher irão ser, desta maneira, respectiva, acentuadamente masculino ou feminino, sem especificação psicológica absoluta.

Fonte: Kardec Rio Preto

Deixe seu comentário