Visão Espírita: 3 sinais simples de obsessão

0
59
O espiritismo tem uma explicação clara sobre a obsessão simples.

O Espiritismo classifica como obsessão simples pelo fato de não se tratar de uma influência tão grave como outras que existem. Porém, esse fato, pode sim prejudicar a caminhada de uma pessoa nesse plano.

Sendo assim, é importante que nos tornemos pessoas mais vigilantes em relação ao nossos pensamentos, e com a renovação vibratória por meio de ações que são realmente capazes de fazer com que o nosso ser se eleve. Fazer orações e praticar a caridade ao próximo são grandes aliados.

Foi no ‘O Livro dos Médiuns’, que Allan Kardec explicou a respeito do estado de influência, e classificou como algo desagradável sem outro inconveniente.  Entretanto, Kardec citou que existe a possibilidade de escutar ruídos e pancadas dos espíritos.

A Federação Espírita Brasileira (FEB), dispõe do livro Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita, no qual relata que os sinais mais comuns de uma obsessão simples são as atitudes debochadas e inconvenientes, ideia de perseguição, inveja, ciúme, irritação, ansiedades, vaidade, amargura e arrogância.

Estado de irritabilidade e obsessão simples

A primeira coisa que necessitamos ter em mente, é que nós somos sim responsáveis de forma direta pela companhia espiritual que está sempre conosco. Dessa forma, é preciso cuidar para que não esteja na presença constante de uma companhia desequilibrada.

Por esse motivo é necessário que a gente tome a decisão de quebrar a sequência de dias com ansiedade, ou então infelizmente iremos nos acostumar com essas energias equivalentes e elas se tornaram comuns.

Dessa forma, é possível dizer, que o estudo do ‘eu’, a oração, seja através de uma leitura capaz de fazer com que a alma desperte ou através do Espiritismo, vamos deixar de lado a nossa faxina anterior que precisa acontecer diariamente.

Atitudes incorretas

As pessoas podem ser influenciadas por um obsessor a reforçar suas tendências degradantes, que poderiam estar adormecidas. Um exemplo simples de atitudes incorretas ou inconvenientes é a fofoca. Quando uma fofoca é criada, ela envolve o criador em uma espiral danosa para vários seres. Além disso, ela por si só é capaz de gerar uma energia negativa para o seu criador.

A lição que podemos tirar disso é que precisamos ser cautelosos em relação aos nossos pensamentos, pois pensamentos podem se transformar em palavras, palavras em ação. Aquele que planta colhe, se você plantou o bem, a colheita será boa, mas como pode ter uma colheita boa quando as atitudes são más?

Inveja do seu próximo

De acordo com o que é ensinado pelo Espiritismo, nós somos atingidos por energia equivalentes. Sendo assim, é possível afirmar que a inveja conseguirá nos atingir, somente se nós possuirmos essa mesma energia em nós.

Em outras palavras, podemos dizer que para evitar esse acontecimento infeliz é necessário trabalhar o nosso ‘eu’ como protagonista da própria história e não ficar se comparando.

É preciso lembrar que o caminho de cada ser é único. Dessa forma, é possível dizer que medir a conquista e felicidade, principalmente as materiais pelo fato de ter conquistado antes ou depois da maioria das pessoas é algo impossível.

Sendo assim, quando é dito que somos responsáveis pelas companhias que atraímos, podemos levar como verdade absoluta.

No vídeo acima há uma explicação mais detalhada a respeito deste tema.

Deixe seu comentário